quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

POEMA DE INVERNO (1)


A janela esquadrinha a vista da serra
Como um quadro por Deus pintado
O rouxinol que ajeita as penas na goiabeira
É o maestro melhor paramentado
A aquarela de folhas verdes e a cor das flores
Espalha a vida pelos telhados
Quão bom é ser criança, livre e inocente
Para ver em cada vã semente
Um livro aberto a ser estudado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário