domingo, 3 de agosto de 2014

ENIGMA N.º 1

A beleza de fora reflete a de dentro
Somente se encontra o que já se sabia
Tirando-se a capa que, ilesa, encobria
A porta possível de um descobrimento.

O mundo revela: velando de novo
Escondendo, esquecendo, o que era da gente
E um dia, quem sabe, num encontro envolvente
Cairá a casca que sela este ovo.