terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

FALANDO SEM CESSAR

Se falasse só
e somente
pra tratar
da falácia
audaciosa
que se cria
em torno
do nosso pó
falaria
amiúde
e sem notar
das coisas
engasgadas
noutro plano
do falar
noutra dimensão
do amar
noutro lado
da morte-vida
ou vida-morta
que não conforta
meu sentido
poético
falaria
não por mim
estético fugaz
falaria
pelo extra-estético
o que está
bem por detrás
do meu medo
escondido
nestas certezas
de strass
enfeitadas demais
um medo
do que não conheço
e falo sem cessar
que nego.

Nenhum comentário:

Postar um comentário