domingo, 5 de janeiro de 2014

TRATO DE VIDA-E-MORTE

Agora
vens me reclamar,
ó HOMEM-TOLO
- diz a morte -
depois de
lavrado e assinado
o trato?!
Eis a condição
de tua vida,
dissemos
: [consoante minha vontade] finita
: [consoante minha vontade] existente
: [consoante minha vontade] indefinida
Nada era consoante à tua vontade!
E as regras estavam em negrito (e ainda estão),
assim como a escuridão da tua ignorância.

Mas,
Soergue-se a Vida
logo adiante:
- esquecestes,
Irmã-Morte,
que o trato foi
em várias vias
revisto?
Por interferência
MINHA!
E parcelamos as chances!
Embora não as condições...

Nenhum comentário:

Postar um comentário