sábado, 25 de maio de 2013

SERÁ UMA DECEPÇÃO BRASILEIRA?

O Brasil vive uma onda de violência insuportável. A mídia brasileira atribui esse caos ao envolvimento de adolescentes que se sentem protegidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). E, para conter esta tensão social, a saída seria a redução da maioridade. Bem, se esta é a verdadeira solução não sei... Porém, penso que existem outras alternativas que não esta. Gostaria de fazer um questionamento: Para reduzir a violência brasileira, teríamos que reduzir a maioridade dos nossos jovens...? E para acabar com a corrupção seria necessário o que?

No fim de semana passado, estava eu em um Pesque e Pague, quando dois senhores próximos conversavam sobre a onda de corrupção existente em nosso país. A indignação era tamanha, pois tinham depositado toda sua esperança no ex-presidente. Pelo visto, “ele” não é diferente dos seus antecessores.

A corrupção brasileira é mais danosa, a meu ver, do que a violência existente. Ela (corrupção) violenta a nação inteira. Recursos que seriam destinados na educação, saúde e infraestrutura básica da população são desviados para políticos manterem o seu apogeu de riquezas ilícitas.

No caso Mensalão, ainda existem muitas coisas a serem esclarecidas. Uma delas seria o envolvimento do ex-presidente. Pergunta: O que existe de tão “escabroso” neste caso que o conteúdo da caixa preta não foi todo revelado? Se o ex-presidente não tem nada a esconder por que não abre mão do seu sigilo bancário? Teria ele coragem de uma acareação “teti-a-teti”  com Marcos Valério? Enquanto a poeira que foi jogada para baixo do tapete não for removida o povo brasileiro não mudará de opinião a respeito do ex-presidente, que ainda aparece como “o cara”... Mas será que ele é mesmo "o cara"?

Carlos Teles

Deste blogue:
Tirando os "poréns", algumas conquistas foram muito válidas desses dez anos, e são inegáveis. "O cara" levantou a auto-estima dos brasileiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário