terça-feira, 16 de abril de 2013

ESGUEIRAR

Como um suspiro,
Tão de leve,
Envolvente,
Daqueles que chamam
A gente
E qualquer um
Que tente
Olhar a menina,
Não qualquer,
A que desperta
O sentimento
De ternura
E que requer
Toda ousadia
Em se envolver...
Foi semelhante
Meu deslumbre
Ao ver da vida
Tal lampejo:
Bem-me-quer,
Sentado à pedra,
Abismo abaixo,
Curvei-me,
Compenetrado,
A espiar:
O mar,
Mar de não-eu,
E eu,
Pequeno,
Louvava
Poder saber;
Um destino,
A se fazer.

Meus pés se balançavam, feito aqueles de pixotinhos em cadeira alta esperando o pai chegar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário