quarta-feira, 3 de abril de 2013

DA SÉRIE: AMOR... "ETERNO" AMOR...

O jovem casal adolescente estava em uma noite de lua cheia sentado em banco de praça de bucólica cidade interiorana...

Com a cabeça apoiada no ombro do jovem, a apaixonada moça suspira e indaga do amado:

- Oh meu amor... O que é aquilo no céu, redondo, de cor alaranjada e que nos banha com este intenso brilho?

-Amor meu... amor de minha vida... respondeu o apaixonado jovem... Aquilo no céu, redondo, de cor alaranjada e que nos banha com este intenso brilho é Luna, que os comuns a conhecem como lua. É o único satélite natural da Terra, situando-se a uma distância de cerca de 384.405 km do nosso planeta.

A jovem suspira fundo, olha nos olhos do amado e exclama:

-Nossa!!! Que linda definição... Como você é inteligente!!!

Vinte anos depois, voltam à mesma praça, já com filhos crescidos e muita coisa mudada... Até os bancos já não eram os mesmos... Mas lá estava... a mesma lua como naquela noite do passado...

A cena se repete... Agora mulher e já sem os brilhos de outrora, carente de um momento romântico, ela novamente deita a cabeça no ombro do marido e novamente pergunta:

-Oh meu amor... O que é aquilo no céu, redondo, de cor alaranjada e que nos banha com este intenso brilho?

-Ele, um tanto inquieto e mais grosso do que papel de enrolar prego, responde rispidamente:

-Mas tu é burra mesmo!!! Faz vinte anos que te respondi e já esquecestes... Aquilo é a lua sua burra...

Tenho dito... E sempre!!!

Manuel de Jesus

Nenhum comentário:

Postar um comentário