segunda-feira, 18 de março de 2013

LIVRO AUSENTE

Estante vazia:
Cheia de saudosismo
Do livro empoeirado,
Que dantes a habitava.

E naquele livro havia
Uma estória contada,
Folheada pelo menino.

Abriu-a certa vez,
A mando do pai,
Tossiu e leu, aprendeu...

Um livro que não volta mais.
Ao que não se foi,
Ficou, ali, com o menino...

Nenhum comentário:

Postar um comentário