sábado, 8 de dezembro de 2012

VAI ESPERAR O QUE?

Um sopro bateu forte,
Certeiro, no coração:
Ímpeto contra a morte,
Pulsar de indignação.

Ante a desigualdade,
Injustiça, opressão:
Clamor pela liberdade,
Fraternidade, união.

Lanço já o meu grito,
Um som de convocação,
Tal zoada dum apito,
Incomoda, incita ação.

Pra largar o comodismo,
Tristeza, reclamação...
Pra que o pedantismo?
Vai lá, usa tua mão!

Planta tua iniciativa!
Seja sujeito da inovação!
E a forma mais efetiva
É unindo-se ao irmão.

Vai esperar o que?

Nenhum comentário:

Postar um comentário