quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

AUDIÊNCIA PÚBLICA EM COREAÚ SOBRE ABASTECIMENTO DE ÁGUA

Nesta segunda-feira (10/12), ocorreu no Centro Pastoral Santa Clara de Assis (Coreaú - CE) uma Audiência Pública para discutir o abastecimento de água de Coreaú e Moraújo, realizada pela Comissão de Desenvolvimento Regional, Minas e Pesca da Assembleia Legislativa do Ceará, a pedido do Comitê de Bacia Hidrográfica do Coreaú (CBH-Coreaú), na pessoa de seu presidente Benedito Francisco Moreira Lourenço (Fundação CIS).
Público presente na Audiência Pública.
Os dois municípios citados têm recebido abastecimento de água do Açude Várzea da Volta, foco de diversos problemas, dentre os quais cabe destaque a poluição oriunda dos arruamentos às suas margens, com dejetos de porcos e esgotamento doméstico, eutrofização, sobretudo, e com a Seca, teve seu nível drasticamente reduzido a apenas 23% de sua capacidade de armazenamento, implicando avançado estado de turbidez. Resta a dúvida sobre até quando o açude dará conta da demanda.

O evento contou com o Deputado Sérgio Aguiar (PSB), presidindo-o, representantes da Cogerh, CBH-Coreaú, Dnocs, Cagece, prefeitos eleitos de Coreaú e Moraújo (Érika Cristino e Jurandir Fonteles, respectivamente), vereadores de Coreaú, Moraújo e Frecherinha, representantes da Sociedade Civil de Mucambo, Coreaú e Moraújo.

Mesa se abertura. Clique para ampliar.



Como forma de prevenir o colapso do Várzea da Volta, a saída apresentada, a longo prazo, foi a implantação de uma adutora trazendo a água do Açude Angicos seguindo o trajeto da nova CE-240, que liga Coreaú e Arapá, para abastecer Coreaú e Moraújo; o projeto já tramita nas instâncias do Governo do Estado. Em curto prazo, caso as chuvas não venham a tempo, duas ações foram propostas: a primeira é a instalação de um sistema de filtros mais eficiente (a Cagece afirma já estar providenciando), que permite prolongar a retirada de água do açude; a segunda, apresentada pelo CBH-Coreaú, após intenso debate, é a de, caso a Seca prossiga, direcionar a água da parte perenizada do Rio Coreaú, à altura da localidade de Paris (entre Coreaú e Moraújo), para ser tratada e distribuída da Várzea da Volta ao sistema de abastecimento nos municípios.

As fotos apresentadas foram gentilmente cedidas pela Fundação CIS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário