sábado, 15 de dezembro de 2012

APL EM FORTALEZA: ENTUSIASMO E PROFUSÃO DE PROPOSTAS

Neste sábado (15/12), na EMEIF Maria Bezerra Quevedo, em Fortaleza, sede do projeto Confraria da Leitura, ocorreu a primeira reunião com a presença de todos os membros da atual composição da APL (Academia Palmense de Letras) – Manuel de Jesus, Eliton Meneses, eu (Benedito Gomes Rodrigues), João Teles, Fernando Machado e Galba Gomes –, e ainda, prestigiando-nos, o apoiador, economista e poeta, natural de Sobral, Gilmar Paiva.

Para a recepção dos convidados, os confrades (como são chamados alunos participantes do projeto) organizaram uma pequena apresentação de dança e dois programas da Rádio Treme-Treme – “a rádio que faz você tremer de emoção”, nas palavras dos inventivos locutores -, uma amostra da metodologia de trabalho do projeto que, através de atividades lúdicas e diálogo, consegue atrair as crianças para o mundo das letras.
Alunos do Confraria agradecendo após a apresentação.
Durante uma rica discussão, vários apontamentos foram dados acerca dos rumos da hodierna agremiação, dentre os quais os principais foram:
  • O papel da APL de vasculhar as diferentes manifestações culturais de Coreaú e buscar criar meios de dar visibilidade aos artistas que desenvolvem tais atividades;
  • O viés não partidário da entidade, embora seja reservado o direito dos membros individualmente terem seus posicionamentos partidários;
  • A possibilidade de membros correspondentes que, mesmo distantes fisicamente, possam colaborar e, ainda, a não delimitação de um teto máximo de membros;
  • A APL pretende transcender a esfera da oficialidade, da institucionalidade burocratizada em cartório, como uma instituição social de viés da arte, naturalmente expressão de liberdade, visando também à posteridade com a valorização de nosso legado cultural;
  • O entendimento de cultura, para a agremiação, como algo muito mais abrangente que a escrita, estando aberto o ingresso a músicos, pintores etc.;
  • A APL tem um dever ético de intervir em questões que aviltem a dignidade e história de nossa terra (Coreaú).
Membros atuais da APL. Montagem feita a partir de fotos da reunião ora tratada.
Ainda foi discutida a criação dum blogue específico da agremiação para divulgação de produções dos membros, parceiros e demais matérias concernentes à cultura coreauense, o estatuto da entidade, além das propostas de organização de uma feira literária, um concurso literário para os estudantes de Coreaú, confecção de um jornal ou revista periódico, o apoio e organização de produções bibliográficas, bem como iniciativas de implantação de acervo de produções coreauenses para acesso da população, a serem efetivas com o desenrolar da iniciativa e à medida da viabilidade.

Depois da profusão de ideias, discussões e encaminhamentos, houve a distribuição de blusas com a logomarca da APL, sob chancela de Eliton Meneses; a reunião concluiu-se num restaurante do Mondubim, de forma festiva e aconchegante. 

Um comentário: